Produtos

Através da parceria com os principais fornecedores do país, a Jardins & Afins oferece uma grande variedade de produtos, com qualidade certificada nos trabalhos realizados ao longo desses quase 20 anos de atuação.

Adubos e Terras

  • Adubos e Terras

    Adubos e Terras

    Possuímos uma ampla linha de fertilizantes, adubos, terra e pedras para deixar seu jardim mais bonito e bem cuidado. Além disso, trabalhamos também com inúmeras ferramentas, máquinas, e pulverizadores para os mais diversos usos.)

Arbustos Exóticos

  • Eugenia

    Eugenia

    Nome Científico: Eugenia sprengelii

    Nome Popular: Eugenia

    Origem: Brasil

    Exposição: Sol pleno

    Sobre: Arbusto grande, lenhoso, de 2,4 metros de altura, muito ramificado, compacto, com folhas reduzidas, lineares e densas. Inflorescências com numerosas flores pequenas, brancas, formadas na primavera, resultando em vários frutos.

  • Jasmim do cabo

    Jasmim do cabo

    Nome Científico: Gardenia jasminoides

    Nome Popular: Jasmin do Cabo, Gardênia

    Origem: China

    Exposição: Sol pleno

    Sobre: Arbusto de médio porte, até 2 metros de altura, forma arredondada. Flores grandes, brancas e perfumadas. Florescimento na primavera. Pode ser cultivado em qualquer tipo de clima, mas floresce mais abundantemente em climas temperados.

  • Ligustro

    Ligustro

    Nome Científico: Ligustrum sinense

    Nome Popular: Ligustro

    Origem: China, Coréia e Japão

    Exposição: Sol pleno

    Sobre: Arbusto grande, muito ramificado, atinge 4 metros de altura. Possui folhas pequenas e flores brancas, formadas na primavera. Apropriado para formação de cercas-vivas, a pleno sol. É tolerante a geadas. Propaga-se por sementes e estacas.

Arbustos Ornamentais

  • Ficus Bola

    Ficus Bola

    Nome Científico: Ficus benjamina

    Nome Popular: Ficus

    Origem: Índia, China, Filipinas, Tailândia, Austrália e Nova Guiné.

    Exposição: Meia-sombra ou pleno sol

    Sobre: O ficus é uma árvore popular, utilizada principalmente na decoração de ambientes internos. Com caule acinzentado, raízes aéreas e ramos pêndulos, ela tem crescimento moderado e em condições naturais, chega a 30 metros de altura.

  • Bromélias

    Bromélias

    Nome Científico: Neoregelia sp

    Nome Popular: Neoregelia

    Origem: Brasil

    Exposição: luz direta nas horas mais frescas e meia sombra no resto do dia

    Sobre: Neoregelia é um gênero de bromélias de características majoritariamente epífitas e que apreciam a luminosidade. Tem a capacidade de reter grande quantidade de água no copo central da planta.

  • Imperial

    Imperial

    Nome Científico: Alcantarea imperialis

    Nome Popular: Imperial

    Origem: Américas

    Exposição: Sol pleno

    Sobre: Confere um toque exótico a vários tipos de composições, especialmente em jardins de pedras. Trata-se de uma bromélia rupestre (também conhecida como saxícola), isto é, fixa-se em pedras ou rochedos.

Exóticas e árvores

  • Bambu-Mossô

    Bambu-Mossô

    Nome Científico: Phyllostachys pubescens

    Nome Popular: Bambu-mossô, mossô

    Origem: Ásia (China)

    Exposição: Pleno sol

    Sobre: Se adapta aos mais diversos climas e altitudes. Sua floração dificilmente pode ser vista. Nesta espécie, ocorre a cada 67 anos (algumas outra demoram mais de 100).Após sua floração, todo o bosque ou touceira morre por gastar seus nutrientes.

  • Buxinho

    Buxinho

    Nome Científico: Buxus sempervirens

    Nome Popular: Buxinho

    Origem: Mediterrâneo, Oriente e China

    Sobre: Utilizada em jardins de estilo europeu e japonês. Excelente para formar cercas vivas de pequeno porte e para tra-balhos topiários em qualquer época do ano. Sua altura pode variar entre 2 e 5 metro. Prefere solos secos e ricos em matéria orgânica, tolerant

  • Cyca

    Cyca

    Nome Científico: Cycas revoluta

    Nome Popular: Cyca

    Origem: Japão e Indonésia

    Exposição: Sol pleno ou meia sombra

    Sobre: Arbusto de textura semi-lenhosa, semelhante a uma palmeira, de tronco curto, robusto, às vezes ramificados que atinge até 2,0 m de altura. Propaga-se pelos brotos que surgem no tronco e na base da planta.

  • Ficus Pote

    Ficus Pote

    Nome Científico: Ficus benjamina

    Nome Popular: Ficus Pote

    Origem: China, Índia, Filipinas, Indonésia, Sudeste Asiático

    Exposição: Pleno sol

    Sobre: Cultivada por sua folhagem brilhante e delicada. É comum vê-la em vasos, com porte baixo e copa podada, mas é uma planta que pode ultrapassar os 20 metros de altura, e suas raízes podem destruir muros e pavimentos com facilidade.

  • Formium

    Formium

    Nome Científico: Phormium tenax

    Nome Popular: Fórmio, linho-da-nova-zelândia, fibra-da-nova-zelândia, cânhamo-da-nova-zelândia

    Origem: Nova Zelândia

    Exposição: Pleno sol ou meia sombra

    Sobre: Planta robusta, com folhagem ornamental. Suas folhas em forma de lâmina, são muito longas, eretas e podem alcançar 3 metros de altura. Há muitas variedades de fórmio, com folhas verdes ou avermelhadas e com margens e listras longitudinais de cores diferentes.

  • Indivisa

    Indivisa

    Nome Científico: Cordyline indivisa

    Nome Popular: Cordyline indivisa

    Origem: Nova Zelândia

    Exposição: Pleno sol

    Sobre: É excelente para interiores, e deve ser colocada em ambientes com boa iluminação, além de vasos grandes, que permitam seu desenvolvimento saudável. Seus ramos podem ser tutorados para que fiquem retorcidos, de efeito mais escultural.

  • Ipê amarelo

    Ipê amarelo

    Nome Científico: Tabebuia chrysotricha

    Nome Popular: Ipê amarelo

    Origem: Brasil (Sul e Sudeste)

    Sobre: Pertencentes à família botânica Bignoniaceae, gênero Tabebuia, que também compreende espécies com flores de cor branca, roxa, rosa ou lilás. É denominada, pelos índios, de caxeta, árvore que nasce na zona litorânea do Brasil, cuja madeira íntegra (inatacá).

  • Kaizuka

    Kaizuka

    Nome Científico: Juniperus chinensis torulosa

    Nome Popular: Kaizuka, Caizuca, cipreste-kaizuka, junípero-chinês

    Origem: China e Japão

    Exposição: Pleno sol

    Sobre: Pequena árvore de forma cônica ou colunar e de aspecto escultural e muito decorativo. Seus ramos são ramificados e compactos, com folhas pequenas e comprimidas, que lhe conferem uma textura bastante densa.

  • Podocarpus

    Podocarpus

    Nome Científico: Podocarpus macrophyllus

    Nome Popular: Pinheiro-de-buda, Pinheiro-budista, Podocarpo, Podocarpus

    Origem: Origem: China e Japão

    Exposição: Pleno sol ou meia-sombra

    Sobre: É uma conífera colunar, ereta, que pode alcançar porte arbustivo a arbóreo, com até de 20 metros de altura, dependendo da variedade. Sua folhagem é perene, compacta, de coloração verde-escura e brilhante, composta por folhas lineares.

Flores em vasos

  • Begônia

    Begônia

    Nome Científico: Begonia elatior

    Nome Popular: Begônia

    Origem: Brasil

    Exposição: Sombra<

    Sobre: Utilizada em jardins de estilo europeu e japonês. Excelente para cercas vivas de pequeno porte e para tra-balhos topiários em qualquer época do ano. Altura entre 2 e 5 metros. Prefere solos secos e ricos em matéria orgânica, tolerante ao frio.

  • Calanchoê

    Calanchoê

    Nome Científico: Kalanchoe blossfeldiana

    Nome Popular: Calanchoê

    Origem: Madagascar

    Exposição: Meio sol

    Sobre: Considerada a flor-da-fortuna e da felicidade é muito presenteada entre amigos e parentes. Suas flores podem ser simples ou dobradas de muitas cores diferentes, com grande durabilidade. Florescem o ano inteiro, seja dentro ou fora de casa.

  • Ciclame

    Ciclame

    Nome Científico: Cyclamen persicum

    Nome Popular: Ciclame

    Origem: Ilhas gregas e Mediterrâneas

    Exposição: Meia sombra

    Sobre: As pétalas se distribuem nas pontas das hastes de forma que lembram as asas acetinadas das borboletas. A folhagem também é muito ornamental e continua bonita mesmo depois que as flores acabam.

Medicinais e Temperos

  • Alecrim

    Alecrim

    Nome Científico: Rosmarinus officinalis

    Nome Popular: Alecrim

    Origem: Europa (Mediterrâneo)

    Exposição: Sol pleno

    Sobre: Extremamente útil nos uso medicinal, religioso e culinário. Floresce o ano todo. São muitas as variedades, com porte maior ou menor e cores diferentes de folhas e flores. Seu nome científico significa em latim "orvalho que vem do mar".

  • Manjericão

    Manjericão

    Nome Científico: Ocimum basilicum

    Nome Popular: Manjericão, alfavaca, alfavaca-de-jardim, alfavaca-doce, basilicão, basílico, erva-real, alfavaca-cheirosa

    Origem: Índia

    Exposição: Sol pleno

    Sobre: Planta aromática e medicinal com mais de 60 variedades diferentes, variando na cor, tamanho, folhas e concentração de aroma. Possui sabor picante característico.

  • Pimenta Malagueta

    Pimenta Malagueta

    Nome Científico: Capisicum frutescens

    Nome Popular: Pimenta, piri-piri, malagueta

    Origem: Américas

    Exposição: Sol pleno ou meia-sombra

    Sobre: Cultivadas principalmente com fins alimentares, medicinais, condimentares e ornamentais. A capsaicina e outros compostos do grupo dos capsaicinóides são os responsáveis pelo sabor picante.

Orquídeas

  • Chuva de ouro

    Chuva de ouro

    Nome Científico: Oncidium sp

    Nome Popular: Chuva-de-ouro, oncídio

    Origem: América Latina

    Exposição: Meia sombra

    Sobre: As flores dos oncídios, se apresentam amarelas, marrons, verdes, alaranjadas e não raramente tigradas. Outra característica bastante presente é que as pétalas e sépalas são bastante pequenas em relaçao ao labelo. Muito utilizados como flor-de-corte.

  • Cimbídio

    Cimbídio

    Nome Científico: Cymbidium x hybridum

    Nome Popular: Cimbídio

    Origem: Ásia Tropical e Temperada

    Exposição: Meia sombra

    Sobre: Uma das poucas orquídeas terres-tres. É cultivada em vasos com substratos preparados, bem drenados, em locais protegidos (estufas e orquidários), e irrigados regularmente. Aprecia o frio. Os híbridos comerciais tem flores de diversas cores.

  • Falenópsis

    Falenópsis

    Nome Científico: Phalaenopsis x hybridus

    Nome Popular: Falenópsis

    Origem: Polinésia

    Exposição: Meaia sombra

    Sobre: Apresentam crescimento monopodial, isto é, a folhas novas surgem sobre as folhas mais velhas e não apresentam mudas laterais. As flores são arredondas com duas pétalas superiores grandes, o labelo é menor e, muitas vezes, tem cor diferenciada.

  • Olho de boneca

    Olho de boneca

    Nome Científico: Dendrobium nobile

    Nome Popular: Olho de boneca

    Origem: Brasil

    Exposição: Meia-sombra ou pleno sol

    Sobre: A mais popular de todas as orquídeas é também a que apresenta maior rusticidade e facilidade de cultivo, não dispensando no entanto os básicos locais frescos e ventilados, com regas freqüentes no verão e reduzidas no inverno.

Palmeiras Exóticas

  • Palmeira Triangular

    Palmeira Triangular

    Nome Científico: Dypsis decary

    Nome Popular: Palmeira-triângulo

    Origem: Madagascar

    Exposição: Pleno sol, meia-sombra

    Sobre: Altura máxima em torno de 6 metrod. Suas folhas são distribuídas em três direções distintas, daí o seu nome popular. Apresenta frutos arredondados, de cor amarelo-esbranquiçado quando maduros.É indicado para praças, parques e canteiros.

  • Rabo de peixe

    Rabo de peixe

    Nome Científico: Caryota mitis

    Nome Popular: Rabo de peixe

    Origem: Índia e Malásia

    Exposição: Sol pleno

    Sobre: Altura máxima em torno de 12 metros. Apresenta caules múltiplos. Possui folhas de pontas recortadas em forma de rabo de peixe, um efeito notável da espécie. Produz frutos arredondados, de início verdes, depois avermelhados e finalmente pretos.

  • Tamareira de jardim

    Tamareira de jardim

    Nome Científico: Phoenix roebelenii

    Nome Popular: Tamareira de jardim, Fênix, palmeira-fênix, tamareira-anã, palmeira-anã

    Origem: Vietnã e Tailândia

    Exposição: Sol pleno

    Sobre: Palmeira ereta, de tronco simples, fina e elegante. Crescimento lento, atinge de 2 a 4 metros de altura e diâmetro do tronco em torno de 15 a 20cm, razão pela qual muitos a chamam de mini-palmeira.

Samambaias

  • Samambaia Americana

    Samambaia Americana

    Nome Científico: Nephrolepis exaltata

    Nome Popular: Samambaia Americana<

    Origem: Estados Unidos

    Exposição: Sombra

    Ciclo de Vida: Perene

    Sobre: Herbácea, cosmopolita, tufosa, de 40 a 70 centímetros de altura. È cultivada em vasos e jardineiras com solo rico em húmus. Planta rústica, é relativamente tolerante a baixas temperaturas de inverno.

  • Samambaia de Metro

    Samambaia de Metro

    Nome Científico: Nephrolepis cordifolia

    Nome Popular: Samambaia de Metro

    Origem: Chile, México, Jamaica, Chile, Nova Zelândia e Polinésia

    Exposição: Sombra

    Ciclo de Vida: Perene

    Sobre: É cultivada a meia-sombra, em vasos, jardineiras ou renques, em terras úmidas e rica em húmus, permeável e irrigada periodicamente.

  • Samambaia Paulista

    Samambaia Paulista

    Nome Científico: Nephrolepis pectinata

    Nome Popular: Samambaia-paulista, rabo-de-gato

    Origem: Chile, México, Japão e Nova Zelândia

    Exposição: Sombra

    Ciclo de Vida: Perene

    Sobre: As samambaias-paulistas são muito rústicas e podem ser plantadas diretamente no solo, à meia-sombra.

Sol e meia sombra

  • Azedinha do brejo

    Azedinha do brejo

    Nome Científico: Begonia cucullata

    Nome Popular: Azedinha do brejo

    Origem: Brasil

    Exposição: Meia sombra

    Sobre: De forma reniforme, incomum e usualmente, extremamente coloridas, é muito usada para canteiros sombreados de cores alternadas. As flores das begonias são diminutas, ornamentadas por brácteas brancas ou coloridas, bastante atrativas.

  • Maria-sem-vergonha

    Maria-sem-vergonha

    Nome Científico: Impatiens walleriana

    Nome Popular: Beijo-turco, Maria-sem-vergonha

    Origem: África

    Exposição: Sol pleno

    Sobre: Planta de folhas macias e caule suculento e verde com diversas variedades, apresentando flores das mais diversas cores. De crescimento rápido, gosta de umidade e prefere o calor.

  • Petúnia

    Petúnia

    Nome Científico: Petunia x hybrida

    Nome Popular: Petúnia-comum

    Origem: Argentina

    Exposição: Pleno Sol

    Sobre: Bastante indicadas para regiões amenas. Apresentam um florescimento vistoso e abundante que se inicia no final do inverno e se estende pela primavera. A folhagem é delicada e macia, com folhas ovaladas e pequenas. Cores variadas.

Sombra e meia sombra

  • Dracena

    Dracena

    Nome Científico: Dracaena deremensis

    Nome Popular: Dracena

    Origem: África Tropical

    Exposição: Meia sombra

    Sobre: Existe muitas variedades da planta, com folhas de largura e comprimento diferentes, assim como exemplares tricolores, com listras de coloração branca, creme ou rosada.O crescimento da planta é de lento a moderado. Excelente para interiores.

  • Evônimo

    Evônimo

    Nome Científico: Euonymus japonicus

    Nome Popular: Evônimo

    Origem: Japão

    Exposição: Meia sombra

    Sobre: Arbusto ornamental de folhas brilhantes, da família das celastráceas, de cuja madeira se faz um carvão (conhecido pelo nome fr. fusain) utilizado em desenho.

  • Peperômia

    Peperômia

    Nome Científico: Peperomia scandens

    Nome Popular: Peperômia-filodendro, peperômia

    Origem: América do Sul

    Exposição: Meia sombra ou sombra

    Sobre: Folhagem pendente muito ornamental, de aspecto delicado. Suas folhas são suculentas e em formato de coração, verdes ou levemente avermelhadas e suas flores alongadas e ornalmentalmente secundárias.

Trepadeira

  • Alamanda amarela

    Alamanda amarela

    Nome Científico: Allamanda cathartica

    Nome Popular: Alamanda amarela

    Origem: Brasil

    Exposição: Sol pleno

    Sobre: Bastante conhecida e utilizada em paisagismo no Brasil, apresenta vistosas flores amarelo-ouro, praticamente o ano inteiro. A folhagem também é bastante ornamental, composta de folhas verdes e brilhantes.É considerada planta tóxica.

  • Lágrima de cristo

    Lágrima de cristo

    Nome Científico: Clerodendrun thomsonae

    Nome Popular: Lágrima de cristo

    Origem: África Ocidental

    Exposição: Meia sombra

    Sobre: Vai muito à meia-sombra e produz belas flores em cachos. Originária da África, multiplica-se por estaquia da ponta dos ramos. O espaçamento ideal é de 50 centímetros entre as plantas.

  • Primavera

    Primavera

    Nome Científico: Bougainvillea spectabilis

    Nome Popular: Primavera

    Origem: Brasil

    Exposição: Sol pleno

    Sobre: Espécie rústica, que exige poucos cuidados. As belas e coloridas "flores" da primavera não são exatamente as flores da planta: são brácteas (folhas modificadas) que envolvem as verdadeiras, e relativamente insignificantes, flores amareladas.

Vasos e Acessórios

  • Vasos e Acessórios

    Vasos e Acessórios

    A Jardins dispõe de inúmeros acessórios que complementam a decoração dos seus ambientes como Vasos plásticos, Suportes, Cerâmicas, Vasos de porcelana, Vaso de vidro, Cachepôs, Cestas, Estátuas, Bancadas, Mesas, dentre outros.

Vasos Montados

  • Árvore da Felicidade

    Árvore da Felicidade

    Nome Científico: Polyscias guilfoylei

    Nome Popular: Árvore da Felicidade

    Origem: Ilhas do Pacífico

    Sobre: Muito cultivadas em vasos médios a grandes, em ambientes internos. Essa planta exala um cheiro característico no fim das tardes.A planta não tolera baixas tempe-raturas, sendo recomendada somente para locais de clima tropical e subtropical.

  • Evônimo

    Evônimo

    Nome Científico: Euonymus Japonica

    Nome Popular: Evônimo

    Origem: Japão

    Sobre: Arbusto lenhoso ereto, com ramagem densa. Atinge de 2 a 3 metros de altura. São cultivadas diversas variedades, com folhas maiores ou menores, e com variações de cores. Inflorescências curtas com flores verde-esbranquiçadas, de efeito secundário para orna.

  • Palmeira Seaforcea

    Palmeira Seaforcea

    Sobre: Elegante palmeira de tronco simples e delgado, de crescimento relativamente rápido. Quando frutifica, forma vistosos cachos de frutinhas vermelhas que, além de ter lindo efeito ornamental, atraem os pássaros.

  • Raphis

    Raphis

    Nome Científico: Rhapis excelsa

    Nome Popular: Raphis, Palmeira-ráfis

    Origem: China

    Sobre: Palmeira entouceirada, atinge até 4 metros de altura. Inflorescências ramificadas, com flores amareladas, frutos pequenos. Apropriada para cultivo como planta isolada, em grupos ou em vasos em interiores iluminados, a pleno sol ou a meia-sombra, em solo fértil


Destaques

  • EXCLUSIVO PARA JARDINEIROS

    Saiba Mais

  • ALUGUEL DE VASOS E PLANTAS NATURAIS PARA FEIRAS E EVENTOS

    CONHE"A NOSSO ALUGUEL DE PLANTAS NATURAISSeu evento merece o melhor, e a jardins & Afins possui o que voc" precisa.

    Saiba Mais

Jardins & Afins

Av Rossetti, 1000 - Bairro Santa Catarina Caxias do Sul - RS - 95034-500
Telefone: 54 - 3211 1080
Veja nossa localização

TUA Web Tecnologia